Surto de salmonela provoca “recall” de 207 milhões de ovos | Aves | Pecuária | Agronegócio

Cerca de 207 milhões de ovos vão ser recolhidos das residências, supermercados e restaurantes nos Estados Unidos por causa da contaminação com salmonela, um tipo de bactéria que em casos extremos pode levar à morte, particularmente entre crianças e idosos.

O recall foi feito por uma das maiores produtoras de ovos dos EUA, a Rose Acre Farms. Na costa leste, 22 pessoas foram hospitalizadas pela salmonela do tipo braenderup .

O FDA (espécie de agência de vigilância sanitária dos EUA) orientou as pessoas a jogar fora os ovos ou devolvê-los ao comércio para receberem o dinheiro de volta.

A unidade da Rose Acre Farms em Hyde County, na Carolina do Norte, tem um plantel de 3 milhões de galinhas poedeiras que produzem 2,3 milhões de ovos por dia. Os ovos contaminados foram vendidos em caixas das marcas Great Value, Country Daybreak e Crystal Farms. A sede da avícola fica em Indiana e há 17 unidades espalhadas por oito estados americanos.

É o maior recall de ovos desde 2010, quando outro surto de salmonela atingiu avícolas do estado de Iowa e levou ao hospital mais de 1500 pessoas. Naquele ano, mais de 500 milhões de ovos de duas granjas foram destruídos. O empresário Austin J. DeCoster e o filho dele, Peter, admitiram ter pago suborno para inspetores do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos para liberação dos ovos contaminados. Pai e filho foram sentenciados a três meses de prisão e receberam multa de US$ 7 milhões.

Desta vez, no entanto, a contaminação foi descoberta antes que o surto se espalhasse. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, infecções por salmonela atingem todo ano 1,2 milhão de pessoas, provocando cerca de 23 mil hospitalizações e 450 mortes.

No mês passado, houve um surto de salmonela envolvendo a venda de coco verde que resultou em 13 hospitalizações em oito estados americanos. A dona da marca Organic Go Smile! teve que recolher milhares de embalagens do produto in natura. Em fevereiro, 265 pessoas precisaram receber atendimento médico em oito estados americanos, e uma morreu, após contaminação por salmonela em saladas de frango “prontas para comer”.

A salmonela pode se propagar pela falta de higiene na manipulação de alimentos derivados de animais, como carnes, leite e ovos, assim como em frutas e vegetais. Em adultos saudáveis, costuma causar febre, diarreia, náusea, vômito e dor abdominal, mas em crianças menores de 5 anos, idosos e doentes, que têm sistema imunológico mais frágil, as infeções podem ser fatais.

Siga o Agronegócio Gazeta do Povo



window.fbAsyncInit = function() {
FB.init({
appId : ‘your-app-id’,
xfbml : true,
version : ‘v2.3’
});
};

(function(d, s, id){
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) {return;}
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/en_US/sdk.js”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Source link

Be the first to comment on "Surto de salmonela provoca “recall” de 207 milhões de ovos | Aves | Pecuária | Agronegócio"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*