Jovem aprovado em 14 universidades dos EUA faz vaquinha para estudar

Desejo comum entre jovens brasileiros, estudar em instituições estrangeiras é algo caro e, para muitos, inacessível – boa parte dos futuros universitários desiste antes mesmo do processo seletivo. Outros, porém, tentam formas criativas para levantar os recursos necessários. 

É o caso do paranaense Lucas Gomes, recém-aprovado em quatorze universidades dos Estados Unidos. Sem condições financeiras para bancar os custos no exterior, o jovem foi incentivado a tentar arrecadar recursos via crowdfunding, método de financiamento coletivo online em que qualquer pessoa pode doar dinheiro para que causas como a de Lucas possam ser viabilizadas. 

LEIA TAMBÉM: Jovem se candidatou a 20 das melhores faculdades do mundo. E foi aprovado em todas

“Meu amigos viram as várias universidades em que eu tinha sido aprovado e me perguntaram para qual seria escolhida. Quando respondi que não poderia ingressar em nenhuma, muitos dos meus amigos e professores me encorajaram a fazer uma campanha e disseram que eles mesmos colaborariam”, conta o estudante. 

Entre as instituições em que foi aprovado, Lucas está dividido entre duas: a Caldwell University, em Nova Jersey, e a Hult International Business School, em São Francisco.  

“A Hult é a minha escola dos sonhos. É focada em business e marketing, está localizada em uma das melhores cidades do mundo, supertecnológica e com um ensino bastante prático, contando com a presença de CEOs das grandes empresas locais. Mas devido à dificuldade financeira, selecionei também a Caldwell University, que me concedeu uma bolsa de 80%, sendo assim uma opção boa e também barata”, explica. 

Na Hult Business School, a família Gomes projetou um gasto anual de R$ 101 mil. Já na Caldwell, esse número cairia para R$ 72 mil. Parte desse valor, aproximadamente R$ 30 mil, será bancado pelos pais. Para o restante, Lucas tem esperança no financiamento coletivo.  

Após o término dos estudos, Lucas pretende voltar ao Brasil: “É minha casa. Aqui cresci e tenho família. O mínimo que poderia fazer é voltar para cá, retribuir e ajudar a transformar a sociedade.” 

Trajetória 

Natural de Foz do Iguaçu, oeste do estado, o jovem veio para Curitiba com apenas cinco anos — aos dez já havia sido aprovado em primeiro lugar no Colégio da Polícia Militar, um dos mais concorridos da cidade, para cursar o ensino fundamental. 

LEIA MAIS: Estudantes do interior de SP participarão de umas das maiores feira de ciências do mundo

Agora, Lucas deseja cursar a graduação de Marketing Esportivo, aliando duas de suas paixões: o conhecimento e o esporte, em especial o futebol. Afinal, foi graças à prática esportiva que ele adquiriu uma bolsa de estudos integral para cursar o ensino médio na International School of Curitiba. 

“Com os meus bons resultados no futsal, a ISC me concedeu uma bolsa de 100% durante os três anos”, conta.  

“Lucas nos EUA” 

Iniciada no começo de maio, a “vaquinha” já arrecadou pouco mais de R$ 14 mil reais, equivalente a 31% do valor estimado. Até o dia 30 de junho, limite estipulado para que Lucas consiga viajar a tempo de começar seus estudos, a campanha pretende coletar pouco mais de R$40 mil, para que o paranaense se matricule na opção mais barata, em Nova Jersey. 

Caso essa meta seja alcançada, o site automaticamente libera o próximo estágio da campanha, com foco na primeira opção de Lucas, em São Francisco. Para ajudar o projeto, clique aqui.

Graças à prática esportiva que ele adquiriu uma bolsa de estudos integral para cursar o ensino médio na International School of Curitiba.
Arquivo Pessoal.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.6”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Source link

Be the first to comment on "Jovem aprovado em 14 universidades dos EUA faz vaquinha para estudar"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*