Infraestrutura e Logistica: Operadores e empresas comemoram avanos no Porto de Paranagu

Operadores portuários, cooperativas, clientes, empresas e entidades também têm motivos para comemorar os 83 anos do Porto de Paranaguá, completados neste sábado (17). Nos últimos sete anos, o segundo maior porto do Brasil recebeu um volume de investimentos digno do seu potencial, o que garantiu um aumento de produtividade em 33% e o destaque no cenário nacional e internacional.


Foram R$ 657 milhões em investimentos entre 2011 e 2017 e outros R$ 725 milhões que estão previstos de 2018 a 2020. “Com isso, avançamos muito e devolvemos a competitividade ao Porto de Paranaguá”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.


De acordo com o secretário-executivo do Conselho Temático de Infraestrutura da Federação da Indústrias do Paraná (Fiep), João Arthur Mohr, o Porto de Paranaguá vive um grande momento. “Conseguiu evoluir em todos os pilares que fazem um porto ser eficiente. Garantiu a infraestrutura marítima com a dragagem, modernizou seus berços, incentivou investimentos na infraestrutura terrestre e, dentro das suas possibilidades, vai desafogar os acessos viários à cidade. O porto está de parabéns pelos seus 83 anos”, destacou Mohr.


O gerente geral da Harbor, Valmor Felipetto, diz que o Porto de Paranaguá é hoje um ícone no Brasil devido aos investimentos em modernização e ao trabalho da atual gestão. “Todos os empresários do setor reconhecem o legado que esta administração está deixado para os usuários do Porto de Paranaguá”, completa.


Os investimentos realizados com recursos próprios da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), com o objetivo de devolver a competitividade aos Portos do Paraná, são os maiores dos últimos 40 anos. Os novos equipamentos aumentaram a capacidade de carregamento de grãos no Corredor de Exportação em 33%.


“Há algum tempo falava-se que o Corredor de Exportação não tinha capacidade para movimentar 14 milhões de toneladas e, em 2017, atingimos a marca de 17 milhões de toneladas de grãos, com a meta de atingir 20 milhões. Ou seja, o Porto de Paranaguá está melhor a cada ano”, disse o gerente da Associação dos Terminais do Corredor de Exportação de Paranaguá, Jean Azzolin.


Segundo maior terminal marítimo do País, o Porto de Paranaguá tornou-se um colecionador de recordes. Foram 45 nos últimos sete anos, incluindo a maior movimentação de cargas da sua história – 51,5 milhões de toneladas em 2017, volume 14,2% maior do que em 2016, quando foram movimentadas 45,1 milhões de toneladas.


“Com uma estrutura que ultrapassa 80 anos, o Porto de Paranaguá conseguiu se manter atualizado, moderno e competitivo, prestando um serviço de qualidade para seus clientes”, afirmou o gerente da Centro Sul Serviços Marítimos, João Paulo Barbieri.


CONTÊINERES – O Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), um dos maiores da América do Sul, com uma capacidade anual de 1,5 milhão de TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), inicia uma expansão que elevará sua capacidade para 2,4 milhões de TEUs/ano até 2019.


“Temos que comemorar estes 83 anos da autoridade portuária e reconhecer que os últimos anos foram excepcionais no que diz respeito à gestão do porto. Foi muito profissional e ágil. O porto é o integrador de dois elos, da parte marítima e da parte terrestre, e a própria Appa fez isso muito bem, contribuindo decisivamente para que as empresas privadas voltassem a acreditar no porto e investissem em Paranaguá”, destacou o diretor-superintendente da TCP, Juarez Moraes e Silva.


FERTILIZANTES – Melhorias feitas nos últimos anos no Porto de Paranaguá resultaram em redução de mais de 70% na multa para os importadores de fertilizantes pela eventual sobre-estadia de navios, a chamada demurrage. Segundo estudo do Sindicato da Indústria de Adubos e Corretivos Agrícolas no Estado do Paraná (Sindiadubos), de 2011 para cá, tanto o valor da multa quanto o tempo de sobre-estadia caíram cerca de 72,3% nos portos do Estado.


“O Porto de Paranaguá cresceu, evoluiu e se tornou o maior importador de fertilizantes do Brasil. Temos que continuar trabalhando para que esse porto se uma mantenha referência para esta atividade”, disse o gerente da Fospar, Ronaldo Sapateiro.


O presidente dos Terminais Ponta do Félix, Gilberto Birkhan, diz que a evolução do Porto é motivo de alegria para todos. “O porto de Paranaguá está de parabéns pelo posicionamento que conseguiu neste momento dentro do cenário brasileiro”.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Source link

Be the first to comment on "Infraestrutura e Logistica: Operadores e empresas comemoram avanos no Porto de Paranagu"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*