Filme coproduzido pelo Brasil ganha prêmio na Berlinale

“Aeroporto Central”, do diretor brasileiro-argelino Karim Aïnouz, foi o vencedor do Amnesty International Film Prize, concedido ao autor do filme que melhor aborde questões de direitos humanos entre todos os apresentados nas mostras Competição, Panorama, Fórum e Generation da 68ª edição do Festival de Berlim.  

O documentário – uma coprodução entre Alemanha, França e Brasil, sobre o drama dos refugiados – foi escolhido pelo júri para receber o troféu e um prêmio no valor de 5.000 euros.  

O filme acompanha a vida dentro dos hangares e no parque do aeroporto, seguindo o jovem sírio Ibrahim Al-Hussein, de 19 anos. O garoto morou no local durante um ano, até saber se seria beneficiado com a permissão de residência no país ou se seria deportado.  

O Prêmio ratifica a excelente recepção que o documentário teve em Berlim com críticas muito elogiosas.  

Para a Variety, uma das importantes publicações de cinema no mundo, “Karim consegue o equilíbrio perfeito entre pessoas e o local escolhido como o cenário em Aeroporto Central, um documentário de observação raro que reconhece a beleza das formas espaciais sem esquecer os indivíduos que habitam esses vazios”.  

Ao receber o prêmio na manhã deste sábado (24) Karim iniciou sua fala lembrando que é brasileiro e agradeceu à Berlinale e ao Júri da Anistia a concessão do prêmio.  

“É um reconhecimento muito importante, mas o prêmio para Aeroporto Central é importante também para o homem árabe que, nos últimos anos, tem sido atrelado sempre ao terrorismo”, ressaltou.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.6”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Source link

Be the first to comment on "Filme coproduzido pelo Brasil ganha prêmio na Berlinale"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*