Dez filmes da Netflix para madrugadas chuvosas

Há diversas razões para se assistir a um filme de madrugada. Às vezes você quer aproveitar o silêncio; às vezes simplesmente não consegue dormir.

Em certas ocasiões, não se convenceu a sair de casa; em outras, nem cogitou: tudo o que queria era se manter aquecido no próprio lar. 

Seja qual for o motivo, alguns filmes certamente fazem bom uso da atmosfera noturna, solitária, esporadicamente fria e chuvosa das madrugadas. Vejamos esses filhos e netos do noir, todos disponíveis na Netflix.

Amnésia (Memento, 2000/ 16 anos) 

Essa história complexa é sobre um homem que perde a capacidade de formar novas memórias e quer encontrar o assassino de sua mulher. Para compensar a falta de memória, o homem tira fotografias, faz anotações e tatua em seu corpo os eventos mais importantes. A história é contada de trás para frente, o que faz com que o espectador sinta a mesma confusão do personagem principal.

Ilha do Medo (Shutter Island, 2010/ 16 anos) 

Impossível não citar essa pitoresca incursão no terror psicológico, “Ilha do Medo”, pois é um filme que envolve insanidade, confusão e Leonardo DiCaprio. Uma mistura de “O Gabinete do Doutor Caligari” com “Amnésia”, o longa-metragem combina com a típica madrugada devido à desorientação, vide as pouco esclarecedoras investigações da narrativa.

Minority Report: A Nova Lei (Minority Report, 2002/ 14 anos) 

Além de qualquer boa adaptação da literatura de Philip K. Dick questionar as já complicadas linhas entre presente e futuro – vide “Blade Runner” e “Vingador do Futuro” –, “A Nova Lei”, de Steven Spielberg, apresenta imagens saturadas como um sonho. Curiosamente, a exceção se dá nas lembranças, cujas cores regulares nos deixam ainda mais imersos nesta realidade em que a polícia consegue prever crimes que sequer aconteceram. Nada melhor para acompanhar uma madrugada intrincada.

Oldboy (Oldeuboi, 2003/ 18 anos) 

Para quem prefere usar a madrugada para ficar pilhado ao invés de repousar. “Oldboy” conta a história de um homem solto após 15 anos de um aprisionamento inusitado: sequestrado misteriosamente, ele não sabe por que foi mantido em cativeiro, tampouco faz ideia de por que tanto tempo. Seu retorno à civilização é tão confuso quanto cheio de energia, visando uma vingança contra alvos ainda desconhecidos. Baseado em mangá japonês homônimo, o filme do sul-coreano Park Chan-wook é considerado o segundo da chamada “Trilogia da Vingança”. Para fãs de ação bem desenvolvida e reviravoltas que, afinal, podem tirar o sono.

Donnie Darko (2001/ 14 anos) 

Um adolescente acorda no meio da noite. Seguem apocalipse, figuras grotescas e relativização do tempo. Se o filme perturbador de Richard Kelly não combina com madrugada, difícil será dizer o que combina.

Colateral (Collateral, 2004/ 14 anos) 

O motorista de táxi Max tem uma vida bem rotineira em Los Angeles. Nos últimos doze anos, ele dirige o seu táxi todos os dias. Essa vida sem aventuras muda quando Max pega um passageiro, chamado Vincent, que oferece a ele dinheiro para levá-lo a cinco lugares durante aquela noite. Na primeira parada, enquanto o motorista espera o retorno de seu passageiro, um corpo cai sobre o seu carro, e ele logo percebe que Vincent é na realidade um assassino – que ainda precisa fazer mais quatro paradas. 

 

Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres (The Girl With The Dragon Tattoo, 2011/ 16 anos) 

Essa adaptação da obra do autor sueco Stieg Larsson conta a história de um jornalista, Mikael Blomkvist, que vai investigar o desaparecimento de uma moça que sumiu 40 anos antes. Blomkvist, sócio de uma revista, tinha acabado de perder um caso na justiça, o que ameaçou a sua reputação e os seus negócios. Por causa de suas habilidades investigativas de jornalista, ele recebe a proposta do endinheirado Henrik Vanger: resolver o caso do sumiço de sua sobrinha. Blomkvist tem a ajuda de uma hacker chamada Lisbeth Salander. Juntos, os dois descobrem alguns segredos violentos da família Vanger. 

 

O Abutre (Nightcrawler, 2014/ 14 anos) 

O filme se passa no submundo noturno da Los Angeles dos dias de hoje. O personagem de Jake Gyllenhaal, Lou Bloom, está desempregado e descobre o mundo do jornalismo de crime. Ele testemunha um acidente em que, enquanto as vítimas são socorridas, uma equipe filma a cena, que depois será vendida para a TV local. Lou compra uma câmera de vídeo e passa a monitorar a polícia, indo atrás de acidentes, roubos e outras cenas de crime. Para vender as imagens para o programa local de crimes na TV, ele ultrapassa a linha entre observador e participante e se torna a estrela de sua própria história. 

O Profissional (Léon: The Professional, 1994/ 14 anos) 

Depois que a mãe, o pai, a irmã e o irmão de uma menina de 12 anos foram mortos por um traficante, a menina, Mathilda, vai morar com o assassino profissional Léon. Ele até então morava sozinho, com sua planta favorita, em um apartamento em Nova York. Quando ela descobre que a profissão de Léon é matar, ela pede a ajuda dele para executar seu plano de vingança. Mathilda, a menina que aprende a ser uma assassina profissional, é o primeiro papel no cinema de Natalie Portman. 

 

Watchmen (2009/ 18 anos) 

Nessa versão para o cinema de um clássico dos quadrinhos, o cenário é uma realidade alternativa dos Estados Unidos em 1985, em que um grupo de super-heróis mascarados faz parte da sociedade, e o “Relógio do Juízo Final” – que representa a proximidade da guerra nuclear – está marcando cinco minutos para a meia-noite. Depois do assassinato de um dos integrantes dos Watchmen – que, a essa altura, não atuava mais – o vigilante Rorschach acredita que há um assassino com a intenção de matar todos do grupo. O que ele descobre é uma conspiração ligada ao passado em comum dos heróis mascarados e a consequências catastróficas para o futuro.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src = “http://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.6”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Source link

Be the first to comment on "Dez filmes da Netflix para madrugadas chuvosas"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*