Casa Civil: Tunas do Paran e Cerro azul recebem programa Rede Jovem

Os municípios de Tunas do Paraná e Cerro Azul, da Região Metropolitana de Curitiba, formalizaram nesta quarta-feira (21) a adesão ao programa Rede Jovem, do Governo do Estado. O protocolo de intenções foi assinado pelo governador Beto Richa e os prefeitos, em solenidade no Palácio Iguaçu. A parceria criará ações conjuntas nas áreas da educação, saúde, assistência social, segurança e trabalho para jovens que vivem em situação de vulnerabilidade.


“No Paraná o jovem é prioridade. Ele está inserido em ações em todas nas políticas governamentais”, afirmou o governador na solenidade, que teve a presença de secretários municipais, vereadores, representantes de grêmios estudantis, diretores, professores e alunos da rede estadual. A Orquestra de Cordas do Paraná se apresentou.


“Reafirmo meu compromisso com a juventude, garantindo os seus direitos e proteção, construímos uma sociedade melhor para se viver”, disse Richa. Ele lembrou que, segundo dados do Ministério do Trabalho, o Paraná foi, em 2017, o estado que mais criou empregos para jovens no Sul do País, com 63 mil postos de trabalho.


PRIORIDADE – De acordo com o secretário da Juventude, Edson Lau Filho, o projeto já está em andamento nos municípios Cerro Azul e Tunas do Paraná e trabalhando para que algumas ações já sejam realizadas. “Esse momento apenas consolida as ações e a vontade das prefeituras e da sociedade civil em executarem o programa”, disse.


Segundo o secretário, nos dois municípios, cerca de 10 mil jovens estão entre os mais vulneráveis no Estado, por isso, a escolha dessas cidades. Ele disse que a intenção é fazer com que a juventude seja prioridade. “Serão abordadas pautas como gravidez na adolescência, evasão escolar e violência. Vamos melhorar essas estatísticas. É um trabalho que salva vidas”, afirmou.


De acordo com o prefeito de Cerro Azul, Patrik Magari, a cidade tem hoje 18 mil habitantes, sendo 4 mil jovens. Ele disse que o projeto será fundamental na cidade, principalmente pelo crescimento da violência entre os jovens. “O Rede Jovem traz dados que nos fez repensar as ações e priorizar o atendimento do jovem no município, que é a esperança num futuro melhor”, disse.


PILOTO – O primeiro município a receber o Rede Jovem foi Almirante Tamandaré, também na Grande Curitiba. Na cidade, foram desenvolvidas ações e intensificada políticas públicas em diversas áreas, como saúde, educação, segurança pública, trabalho e renda. “Só na área da segurança, houve uma redução de quase 65% da violência em um ano de trabalho e nós queremos replicar esse trabalho para os outros municípios”, disse a coordenadora.


NA PRÁTICA – As responsabilidades serão divididas entre o Governo do Estado e os municípios. As prefeituras serão responsáveis por criar o Comitê Municipal Intersetorial (grupo de Trabalho) com representante das secretarias municipais das políticas públicas envolvidas, incluir os jovens nos serviços públicos já ofertados e criar condições para que o Programa se efetive no município.


A coordenadora do Programa Rede Jovem, Maria Helena Possette, explicou que é formado um grupo de trabalho para atuar com plano de ações instersetoriais, baseado em indicadores como gravidez precoce, educacionais, vítimas de delitos e trabalho. “Fazemos um plano de ação, com cronograma de monitoramento e de execução das ações. Temos dois anos para mudar esses indicadores e a qualidade de vida dos jovens”, disse.


VULNERABILIDADE – O Índice de Vulnerabilidade Juvenil é o que norteia as ações e a tomada de decisão do programa Rede Jovem. Trata-se de um levantamento feito em todo o Estado pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e fornece os indicadores em diversas áreas, para que a rede entenda a situação dos jovens nos municípios e possa atuar.


Toda a assessoria técnica necessária será prestada pelo Estado através da Assessoria Especial para Assuntos de Políticas Públicas para a Juventude. O Governo também ampliará os serviços das secretarias de Estado para fomentar a participação dos Jovens no Programa.


PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; o presidente da Celepar, Jacson Leite; o prefeito de Cafezal, Mario Junio Kazuo da Silva; o coordenador estadual do Disque Denúncia 181, capitão Edivan Fragoso.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Source link

Be the first to comment on "Casa Civil: Tunas do Paran e Cerro azul recebem programa Rede Jovem"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*