BRDE: Agncia Paran do BRDE contratou R$ 690 milhes em financiamentos

A Agência Paraná do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) contratou R$ 690 milhões em financiamentos em 2017, de acordo com o balanço financeiro da instituição, divulgado nesta quinta feira (29). No total, o BRDE investiu R$ 2,2 bilhões nos três estados do Sul ao longo do ano passado. 


“Tivemos um bom resultado em 2017, destacando que o BRDE encerrou o ano mantendo a posição de maior repassador de recursos entre as instituições financeiras credenciadas pelo BNDES na Região Sul, e o sexto colocado no país”, avaliou o diretor-presidente do banco, Orlando Pessuti.


Dos recursos contratados pela Agência Paraná, 39,6% foram destinados a produtores rurais, um desembolso de R$ 273 milhões. As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) responderam por R$ 183 milhões do total de investimentos. As operações com grandes empresas e cooperativas somaram R$ 228 milhões.


O BRDE vem contribuindo para os bons resultados da economia paranaense, com destaque para os investimentos no agronegócio e empresas de todos os portes. De 2011 a 2017, as contratações feitas pela Agência Paraná somaram R$ 7,2 bilhões.


No balanço geral, somando os R$ 2,2 bilhões em contratações aos recursos próprios dos investidores, o total aplicado na Região Sul chegou a R$ 4,071 bilhões em 2017. Com isso, sobe para R$ 132,7 bilhões o volume de recursos aplicados pelo Banco no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul em 56 anos de atuação.


RESULTADOS – O balanço financeiro do BRDE aponta que os resultados de 2017 contribuíram para criar ou manter 33.065 empregos diretos e indiretos e geraram ICMS incremental de R$ 359 milhões aos estados-controladores, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


Diante do atual contexto econômico e político do país, do ponto de vista financeiro e patrimonial, o BRDE obteve lucro de R$ 118 milhões, ante aos R$ 117,6 milhões obtidos no ano anterior. O Banco alcançou Patrimônio Líquido superior a R$ 2,5 bilhões, com R$ 17,2 bilhões de Ativo Total.


O índice de inadimplência da sua carteira de crédito foi de 3,05%, enquanto o Sistema Financeiro Nacional registrava 3,25%. No plano operacional, mesmo limitando a sua atuação ao âmbito regional, o BRDE se destacou no ranking nacional dos agentes repassadores de recursos do BNDES.


“O Banco foi o primeiro colocado em desembolsos nos estados do Sul, com 14,7% dos totais na região. Considerando as instituições financeiras de todo o Brasil, o BRDE foi o sexto no volume de operações de crédito indiretas contratadas com recursos do BNDES”, afirmou Pessuti. 


INOVAÇÃO – O BRDE também se destacou como o maior repassador nacional de recursos do Programa Inovacred, da Finep, que financia projetos de inovação. Chegou ao valor histórico de R$ 196,1 milhões, o equivalente a 31,7% do total do país. No Paraná, nos últimos cinco anos, o apoio ao setor de inovação foi de R$ 106 milhões.


Entre os programas de crédito, o destaque em 2017 foi o BRDE PCS – Produção e Consumo Sustentáveis, com R$ 482 milhões destinados a empreendimentos que contribuem para o desenvolvimento sustentável econômico, ambiental e social.


MUNICÍPIOS – Em 2017, o Programa BRDE Municípios foi ampliado, passando a oferecer às prefeituras do Sul novas modalidades de apoio, mediante linhas de crédito e assistência técnica. O programa facilita o atendimento de demandas locais por serviços básicos e bens públicos, contribuindo para a elevação da qualidade de vida da população e introdução de melhores práticas de gestão e sustentabilidade.


Na busca de ampliar suas fontes de recursos para garantir novos investimentos em setores produtivos, o BRDE assinou em 2017 convênios com o Ministério do Turismo para operar recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Com a AFD, o contrato foi de 50 milhões de euros, cerca de R$ 200 milhões, para apoio a projetos de sustentabilidade.


O BRDE firmou também acordo com o Ministério do Meio Ambiente e governo dos três estados para promover entre os órgãos públicos a Agenda Ambiental do Setor Público (A3P). A agenda contempla seis eixos: racionalização do uso dos recursos naturais; a destinação correta dos resíduos; licitação e compras sustentáveis; construções sustentáveis; qualidade de vida no trabalho; sensibilização e capacitação.


AUDIOVISUAL – Na esfera de produção cultural, o BRDE renovou em 2017 o contrato com a Agência Nacional de Cinema (Ancine) para seguir como agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) por mais cinco anos. Nesse período, a previsão de repasses ao setor chega a R$ 5 bilhões. A Agência Paraná é responsável pela contratação das operações.


 


 

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Source link

Be the first to comment on "BRDE: Agncia Paran do BRDE contratou R$ 690 milhes em financiamentos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*